22 de ago de 2013

Um verde desejo de ser fruto

Como amadurecer? Apenas ser fruto verde, parado, nascido na árvore sem saber? Seria bom apenas parar e deixar o tempo ser. Eu deixaria de ser verde sem nada fazer. Assim como os frutos, nasci sem nada saber. Como posso crescer se o tempo nada faz por mim? Apenas ser: verde, parada, sentindo a força do vento.

Como vou convencer o tempo a ir mais devagar? Como posso explicar que sou humana? Como terei calma para dizer que não sou fruto nascido em árvore, que não sou escultura feita no mármore?

E durante o banho encosto-me na parede fria; parede branca e limpa assim como Deus. Fico procurando raízes que me transformem em árvore. Por quê? Deus, por que não me fizeste  forte, firme e eterna? Tenho olhos da cor da terra, dedos que desejam encontrar o solo e ali germinar. Sou o projeto inacabado, que mudou seu rumo por si só. Agora arrependo-me. Não consigo crescer com esperança. Eu sei que hoje poderia ser fruto verde na copa de uma árvore, apenas deixando-me ser. Não sei o que fazer da minha vida humana. Peço que acabe logo o meu castigo e deixe-me voltar.

E no fim de tarde, corri pelo campo mais verde e desabitado.

2 comentários:

  1. Triste mas inegavelmente, amadurecer é ver tudo fazer cada vez menos sentido.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Adorei... amadurecer é difícil... e só o tempo, o senhor tempo é qm nos mostra...

    Beijo grande

    ResponderExcluir

Já que gostou, comenta! É isso que me faz feliz. ;)