1 de fev de 2013

(in)constante

Todos os dias minhas palavras somem, todos os dias quero ver o que dizem as tuas palavras. Afundo cada vez mais na tua dúvida. Esqueço das outras coisas que eu fazia, esqueço da rotina monótona que tinha. Afundo cada vez mais com os nossos livros. Procuro subir em alguma escada que me deixe entre as estrelas, que me deixe perto da lua... Deixo que minha alma contemple meu corpo, depois apago. Fico muda, me transformo em outra. Mas não esqueço que todos os dias fico mais perto do abismo. Sei que mais cedo ou mais tarde irei saltar. Só pra ver se há alguma beleza nos hematomas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Já que gostou, comenta! É isso que me faz feliz. ;)